Caixa de texto: Seu ponto de encontro na web                                                                         www.cantao.net
Caixa de texto:        Manchetes
       On-line

O que fazer se você encontrou o cara certo na hora errada?

Você sempre sonhou com aquele "príncipe encantado" e quando você menos esperava, eis que ele apareceu na sua vida. Porém, o que deveria ser motivo de alegria se tornou ansiedade, dúvida e medo, já que infelizmente no momento não é possível viver um relacionamento.

Seja porque seu amado acabou de terminar um namoro ou porque você vai embarcar para uma viagem de um ano para o exterior, por exemplo. Nessas horas, o que fazer se o cara é a pessoa certa no momento errado?

 

Na opinião da psicoterapeuta Kelen de Bernardi Pizol, a primeira questão a ser analisada é sobre o conceito de pessoa certa. "Cada pessoa tem uma imagem dentro de si do que ela procura ou características que ela gostaria que o parceiro tivesse. Às vezes o 'cara certo' pode não passar de uma fantasia criada e por isso é sempre preciso pesar os prós e os contras no relacionamento", comenta.

 

Além disso, no amor não se pode querer forçar uma situação. "Quando o momento é muito planejado, por exemplo, quando alguém pensa 'hoje vou encontrar o amor da minha vida na balada', a probabilidade de dar errado é maior. A pessoa cria tantas expectativas com a situação que uma coisinha que não saia conforme o planejado já é motivo para acabar com tudo. O melhor é deixar acontecer. Na verdade qualquer lugar e qualquer hora pode ser, de fato, o momento ideal", declara a psicóloga Marcia Luiza Trindade Corrêa, especialista em terapia comportamental de casal e família.

 

"Geralmente nesses casos de encontrar o 'parceiro ideal na hora errada' não vale a pena só esperar, porque a 'hora certa' pode nunca chegar. Somos seres humanos e mudamos todos os dias. Ninguém é a mesma pessoa que era no dia anterior. Esperar sem fazer nada não garante que um dia vá dar certo, porque você também vai mudar", enfatiza Marcia.

 

Entretanto, para a psicóloga Marcia é possível transformar a "hora errada" em "hora certa". "A convivência, mesmo que só na amizade, falando sempre dos sentimentos e desejos, pode fazer com que a hora certa chegue", diz Marcia.

 

"Em um relacionamento, o casal sempre terá que ceder em alguns momentos para ganhar em outros. Se ambos sentem que estão com a pessoa certa, mas na hora errada e não querem acabar o relacionamento, é necessário conversar sobre as expectativas, desejos, ambições, para entrarem em acordo", explica.

 

As especialistas alertam ainda para que não se confunda a falta de sintonia momentânea com desculpas esfarrapadas por medo de levar o compromisso adiante. "Você deve analisar se existe realmente um motivo que justifique a 'hora errada'. Se não há, a melhor opção é procurar outro pretendente. Ninguém é insubstituível", afirma a psicoterapeuta Kelen.

 

Serviço:

Marcia Luiza Trindade Corrêa - psicóloga

Endereço eletrônico: www.psicomarcia.net

 

Kelen de Bernardi Pizol - psicoterapeuta

Endereço eletrônico: www.psicoterapiacognitiva.com.br

 

Redação Terra

 

( Fonte: http://mulher.terra.com.br/ )